fbpx
Pular para o conteúdo
Início » Varejo 4.0: O que é ? Conheça o varejo na era digital!!

Varejo 4.0: O que é ? Conheça o varejo na era digital!!

Varejo 4.0 o varejo é responsável por introduzir novas tecnologias aos processo de compra e balancear o mundo virtual com a realidade transformando a experiência dos consumidores.

e commerce

O varejo 4.0 é um modelo de negócios que vem revolucionando a estratégia de vendas das empresas e não pode ser deixado de lado.

Afinal, empresas que detêm um bom conhecimento sobre os seus clientes tende a conquistar melhores resultados e pode oferecer soluções às reais necessidades do mercado consumidor.

O novo cenário do varejo, denominado varejo 4.0, integra o mundo offline com o online para gerar uma experiência de compras muito mais completa.

Além de oferecer outros benefícios aos empreendimentos.

Transformação Digital

Contudo, é preciso entender como a transformação digital transformou o mundo do varejo e como essa mudança impacta no comportamento dos consumidores.

Para que as empresas possam aplicar esse modelo inovador nos seus processos.

Neste artigo, explicaremos o que é o varejo 4.0 e como aplicar esse novo modelo de negócio nas empresas.

Se você quer saber tudo sobre o assunto, Então basta continuar a leitura. Vamos lá!

O que é varejo 4.0?

O varejo 4.0 é o termo utilizado para uma transformação que já está em andamento na indústria do varejo.

Portanto, o varejo 4.0 é a digitalização do varejo tradicional, essencialmente realizado em espaços físicos, para um modelo de compras que integra a tecnologia e os canais digitais.

Uma união do mundo offline e online que veio para melhorar a experiência de compras dos consumidores.

O objetivo desse novo modelo de varejo é utilizar tecnologias para entregar produtos aos consumidores de maneira mais eficiente, otimizada e personalizada.

O intuito maior é melhorar toda a experiência de compras que um cliente tem com uma marca.

Os consumidores estão cada vez mais integrados aos diversos canais digitais e lojas online.

Portanto, os varejistas e empreendedores devem buscar pelas soluções tecnológicas disponíveis para melhor atender esses consumidores e oferecer uma jornada de compras mais personalizada.

Qual a diferença entre varejo e varejo 4.0?

O varejo já sofreu mudanças impostas pelas inovações tecnológicas ao longo dos anos.

Esse mercado já foi definido por supermercados onde o cliente detêm o poder de escolha e faz um autoatendimento para selecionar os produtos necessários.

Depois, o varejo passou pela utilização de outlets, como o Walmart.

Os e-commerces recriaram o modelo de varejo e, atualmente, é vivenciada a era do varejo 4.0.

Portanto, o modelo de varejo já funciona há muitos anos e o cliente é o centro das atenções.

É ele quem guia as ações da empresa e das marcas.

No entanto, é feita uma integração de tecnologias inovadoras para atender a todas as necessidades desse consumidor muito mais conectado e integrado às ferramentas digitais.

Logo, a principal diferença do varejo 4.0 para o tradicional varejo é a diversificação de canais online, como o omnichannel, para satisfazer as necessidades dos clientes e atendê-los em diferentes formatos e canais.

No modelo de varejo em ascensão, podemos observar a forte utilização de redes sociais, marketplaces, canais digitais próprios, espaços físicos e muito mais.

Qual a importância do varejo 4.0 para as empresas?

Como o comportamento de compras dos consumidores mudou ao longo dos últimos tempos, as empresas que não se adaptarem ao novo modelo de varejo ficarão para trás.

Esse, por si só, já é um motivo forte o bastante para que as marcas busquem pelas soluções tecnológicas disponíveis e passem a atuar em canais online.

O varejo 4.0 está totalmente focado na experiência do consumidor e os clientes estão buscando por essa experiência.

Ao utilizar as inovações tecnológicas disponíveis, a marca consegue dialogar diretamente com as necessidades e os desejos de seus clientes.

Dessa maneira, passa a entregar exatamente o que o mercado consumidor está procurando.

Além disso, muitas das tecnologias utilizadas no varejo 4.0 oferecem facilidades para os negócios operarem.

Pois disponibilizam uma infinidade de dados e informações que mostram a saúde da empresa, em seus processos internos e externos.

Veja a seguir algumas das principais vantagens de investir no varejo 4.0. Vamos lá!

Quais as vantagens de investir no varejo 4.0?

Além de ser uma necessidade das empresas para que possam se adaptar às novas exigências do mercado consumidor.

O novo modelo de varejo apresenta diferentes vantagens para as empresas que passam a utilizá-lo de maneira correta.

Portanto, para que as marcas não percam a competitividade perante outras empresas nem deixem de atender corretamente às demandas dos consumidores.

É preciso entender quais vantagens são obtidas com um investimento no varejo 4.0. Confira abaixo!

Relacionamento com o consumidor

Uma das principais características do varejo 4.0 é a aproximação com os consumidores.

O relacionamento com os clientes já é uma prioridade das marcas que conseguem alcançar excelentes resultados, e o consumidor passa a ser o foco em todos os processos do negócio.

Com a utilização de inovações tecnológicas, é possível entender muito mais sobre os clientes do negócio para entregar as soluções que eles realmente buscam no momento em que eles mais precisam.

Muitas das ferramentas oferecem dados extremamente valiosos sobre os consumidores, como comportamento de compras, avaliações, produtos e serviços mais procurados.

Esses dados fornecem informações para que as equipes realizem ações de vendas, marketing e atendimento muito mais otimizadas e eficientes.

Tudo é feito de maneira automatizada.

Outro fator essencial para o relacionamento com os clientes é a disponibilidade de canais de atendimento e comunicação funcionais.

O cliente consegue atendimento para sanar dúvidas e obter suporte em canais diversos, como as redes sociais, e-mail, WhatsApp, chatbots e muito mais.

Dessa maneira, ele passa a se sentir muito mais seguro e confiante para fazer negócios com a marca.

Uso de ciência de dados

Com ferramentas de coleta, armazenamento e interpretação de dados, o empreendimento consegue insights extremamente valiosos sobre os clientes, concorrentes e sobre o mercado em geral.

Dessa maneira, passa a tomar decisões baseadas em dados reais e atualizados.

Ao combinar a ciência de dados com o aprendizado das máquinas, boa parte dos processos da empresa passam a ser realizados por meio de mecanismos automatizados e que passam a tomar decisões inteligentes com base em dados.

O Big Data e o Machine Learning são inovações tecnológicas fundamentais para os empreendimentos que buscam por vantagens competitivas e por processos eficientes e inteligentes.

Vendas em diferentes canais

O varejo 4.0 combina ferramentas inovadoras para atuar em diferentes canais e atender às atuais demandas do mercado.

Portanto, os principais processos de relacionamento, comunicação, promoção, atendimento e vendas são feitos nos canais que melhor dialogam com os consumidores.

Assim, as vendas são realizadas em formatos e canais diferentes, aumentando a receita da empresa e oferecendo maiores comodidades aos clientes, já que eles passam a fazer negócios nos locais que se sentem mais confortáveis e seguros para consumir.

Além disso, as vendas passam a acontecer 24h por dia, já que não se limita mais aos tradicionais espaços físicos.

Quais as principais tecnologias utilizadas no varejo 4.0?

Como o varejo 4.0 está diretamente ligado ao uso de tecnologias para otimizar o processo de compras e fazer o correto balanceamento entre o mercado digital e o físico.

É necessário conhecer as principais tecnologias que estão transformando a experiência do consumidor e que estão fornecendo dados extremamente valiosos para os negócios.

Confira as principais tecnologias do varejo 4.0. Vamos lá!

User Experience (UX)

Como objetivo principal do varejo 4.0, a experiência do usuário ganha papel central nessa nova modalidade.

Oferecer uma experiência completa e memorável aos clientes, do momento em que ele faz o primeiro contato com a marca até o momento da compra e entrega do produto ou serviço: tudo deve acontecer tendo como centro, o consumidor.

É preciso entender como o cliente se sente ao entrar em contato com a marca e realizar todos os processos envolvidos para chegar ao momento de efetivar uma compra ou fechar um contrato.

Então com isso, os clientes passam mais tempo se relacionando com a empresa, ficam mais propensos a realizar novas compras, indicam a marca para outras pessoas e se tornam clientes fiéis da marca.

Big Data

O Big Data é um enorme volume de dados que podem ser usados para definir padrões e tendências associadas a comportamentos humanos.

Portanto, quando utilizado no varejo, fornece as informações necessárias para personalizar a experiência de compras dos consumidores.

Ao utilizar os dados fornecidos pelas transições financeiras dos clientes, bem como endereço de IP e histórico de compras, por exemplo, as empresas conquistam um diferencial competitivo baseado em dados reais e atualizados de seus clientes.

Ao analisar os dados coletados, o empreendimento pode realizar as alterações nos processos que se mostram ineficientes e otimizar os que estão apresentando resultados satisfatórios.

O Big Data auxilia os gestores nas principais tomadas de decisão, realiza o correto mapeamento da jornada de compras do cliente, informa a melhor maneira de atingir os consumidores e indica o caminho necessário para alavancar as vendas e o ROI.

Omnichannel

O omnichannel é a forma de fazer negócios onde o varejo utiliza uma estratégia para atuar em diferentes canais para oferecer uma experiência de compras integrada, diversificada e conectada com as atuais necessidades do mercado consumidor.

Independente do meio utilizado por um cliente, a experiência de compras é a mesma e pode ser complementar, seja em ambiente online ou offline.

Ou seja, um mesmo cliente pode se informar no blog da empresa, utilizar os chatbots para tirar as principais dúvidas, se inspirar nas redes sociais, testar os produtos nos espaços físicos e finalizar a compra por meio de um marketplace, por exemplo.

A união dos canais online e offline para oferecer uma experiência de compra integrada e conectada é o omnichannel.

Machine Learning

O Machine Learning, ou aprendizado de máquina, é uma das tecnologias que mais auxiliam nos processos de automação das empresas.

É um importante recurso da inteligência artificial que possibilita que máquinas desempenhem determinada função e passe a aprender com a prática e, dessa maneira, aprendam a tomar melhores decisões.

É a maneira de computadores analisarem dados para encontrar padrões e tendências que os auxiliem nas futuras tomadas de decisão.

Tudo isso de maneira autônoma e com o mínimo de interferência humana o possível.

É um sistema tecnológico inteligente que, tendo como base a sua própria experiência, pode, sozinha, realizar modificações para melhorar os resultados esperados.

Quais os principais desafios do varejo 4.0?

Como qualquer transformação ou inovação, é preciso se preparar e realizar as ações necessárias para que o negócio esteja apto a atuar de maneira inovadora.

Portanto, os gestores devem se preparar e capacitar as equipes para atuarem de maneira inovadora.

A capacitação das equipes, por meio de treinamentos e consultorias, é indispensável para que o modelo de negócios funcione de maneira eficiente.

A cultura da empresa deve se adaptar para que o mundo digital faça parte de todos os processos do negócio.

As ferramentas contratadas podem automatizar os processos, fazer a correta integração entre o espaço físico e o digital e todas as ações são direcionadas para melhorar a experiência do cliente.

Dados de coleta

Os dados fornecidos dentro dos processos do empreendimento devem ser coletados, analisados e interpretados para que ações sejam tomadas com base em dados relevantes e essenciais, sobre o negócio e sobre os clientes.

Como os clientes são o centro das atenções, no varejo 4.0, é preciso utilizar os dados coletados sem que o direito à privacidade seja comprometido.

Atualmente, a LGPD estipula diretrizes e política de bom uso para essas informações coletadas pelas empresas.

Logo, é preciso contar com uma política de privacidade bem estruturada e que esteja de acordo com a legislação vigente para o uso de dados dos consumidores.

O varejo 4.0 é um modelo de negócios fundamental para suprir as novas demandas do mercado.

Utilizar as inovações tecnológicas para criar espaços online que se integram aos modelos offline se tornou uma necessidade das empresas.

Afinal, os negócios que não se adaptarem e começarem a utilizar o meio online para atrair, atender e vender podem perder um grande diferencial competitivo para as empresas concorrentes.

Melhorar o relacionamento com os clientes, poder utilizar dados e informações relevantes para a tomada de decisão e realizar vendas em diferentes canais são benefícios que não devem ser deixados de lado e, apesar dos desafios de implementar essa estratégia as ferramentas disponíveis automatizam os processos e oferecem uma experiência de compras completa para os consumidores.

Pronto! Depois de seguir esse tutorial, vamos trazer seu varejo pro virtual, nós somos especialista em implementações de lojas virtuais, fale conosco!

1 comentário em “Varejo 4.0: O que é ? Conheça o varejo na era digital!!”

  1. Pingback: Brindes para clientes: O que oferecer? Sugestões de brindes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chamar no WhatsApp
1
Precisa de Ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?