fbpx
Pular para o conteúdo
Início » intermediador de pagamento o que é? Tire suas principais dúvidas!

intermediador de pagamento o que é? Tire suas principais dúvidas!

Intermediador de pagamentos é uma solução que faz a conexão entre o consumidor, o lojista e subadquirentes que são as empresas responsáveis pelo processamento do pagamento. Ou seja, a função e facilitar e dar segurança ao processo.

O intermediador de pagamentos é uma solução muito eficiente que permite aos empreendedores digitais oferecerem comodidades aos consumidores e ainda contar com uma excelente ferramenta para gerenciar as transações financeiras da empresa.

Isso porque muitos varejistas não têm tempo nem conhecimento para lidar com as burocracias que as transações exigem, o que pode afetar a experiência do cliente e comprometer a saúde financeira do e-commerce.

Essa é uma solução que intermedia as transações entre consumidor, instituição financeira e lojista para que o empreendedor possa se dedicar mais ao aumento das vendas e ao aprimoramento dos produtos ofertados.

Quer saber tudo sobre esse assunto? Se sim, basta continuar a leitura para entender o que é e como funciona e como escolher o melhor intermediador de pagamentos para o seu negócio. Vamos lá?

O que é um intermediador de pagamentos ?

O intermediador de pagamentos é uma plataforma terceirizada e independente que faz a conexão entre o marketplace ou e-commerce com uma instituição financeira.

Ele é o responsável por intermediar a transação entre a loja online e o consumidor final.

Isso porque não basta que um e-commerce comercialize excelentes produtos e saiba divulgá-los para conquistar mais clientes, é preciso oferecer processos seguros, agilizados e que garantam uma transação eficiente.

É aí que entra o intermediador de pagamentos.

Design sem nome
Design sem nome

Também chamados de subadquirentes, eles fazem a conexão entre a loja virtual, os consumidores e o adquirentes.

Os adquirentes são as empresas responsáveis pelo processamento e por liquidar as transações realizadas pelo e-commerce.

É uma tecnologia que funciona por meio da terceirização que faz a intermediação de todo o processo de transação financeira.

Sendo assim, o intermediador de pagamentos é o responsável pela transmissão de todos os dados financeiros para a adquirente, empresa responsável por processar e liquidar as transações, e por fazer o repasse dos recebíveis aos empreendimentos online e varejistas.

Vantagens

Essas plataformas oferecem muitas vantagens para os empreendimentos e lojas virtuais de todos os tamanhos, e as taxas cobradas variam entre 5 e 7%.

Além de facilitar as transações financeiras, com uma única integração, as lojas online podem receber pagamentos online sem a necessidade de contratar uma adquirente.

Além disso, as subadquirentes oferecem serviços extras que garantem agilidade, segurança e transparência das transações.

Como funciona um intermediador de pagamento ?

O intermediador de pagamentos funciona para facilitar a compra e as transações financeiras entre e-commerce, instituição financeira e consumidor.

Quando um cliente realiza uma compra na internet, ele coloca os produtos escolhidos no carrinho de compras, insere as informações pessoais necessárias e finaliza o pedido.

Contudo, essa é apenas a parte superficial com que os clientes se deparam. Além desses, existem outros processos que serão realizados para que a compra seja efetivada.

Portanto, após inserir os dados e finalizar a compra, o intermediador passa essas informações para o adquirente, que se encarrega de fazer a comunicação com a bandeira do cartão e com o banco emissor para que as informações fornecidas pelos clientes sejam verificadas.

É nessa etapa, também, que é verificado se o cliente realmente dispõem de saldo para a compra do produto.

Etapas de cada processo

Caso todas as informações, bem como o saldo disponível, estejam condizentes com a compra realizada, a transação é aprovada e o cliente recebe uma confirmação da transação.

Nesse momento a compra é efetivada e o produto passa a ser preparado para a entrega ao consumidor final.

Ainda, quando o cliente efetiva o pagamento da fatura do cartão, o valor da compra é repassado do banco emissor para a adquirente, que o encaminha para o intermediador, que desconta a taxa cobrada.

Após essas etapas, o intermediador de pagamento faz o repasse do valor, menos o desconto da taxa, para o proprietário do e-commerce.

Essas etapas são fundamentais para que a transação aconteça e para que o empreendimento possa comercializar os seus produtos da maneira mais otimizada.

Mesmo que o processo pareça ser complexo, o papel do intermediador é justamente assegurar que as transações aconteçam sem que o consumidor final sinta a complexidade do processo.

Para ficar ainda mais compreensível, vamos apresentar cada etapa abaixo. Vamos lá

  1. Quando o consumidor clica no botão de compra, ele é direcionado para uma página de checkout do intermediador.
  2. Na página de checkout, a plataforma do intermediador gerencia e exibe as formas de pagamento, parcelamento e armazenamento dos dados fornecidos para que sejam utilizados em compras futuras.
  3. Após a inserção dos dados pessoais e confirmação da compra, o intermediador analisa os dados e identifica possíveis fraudes.
  4. Caso não haja fraude, os dados são encaminhados ao adquirente que os analisa e autoriza a compra, junto ao banco emissor, para que o produto seja liberado e preparado para a entrega ao cliente.

Quais as vantagens de utilizar um intermediador ?

Agora que já sabemos o que é um intermediador de pagamento e como ele funciona, é preciso entender melhor quais são as vantagens de contar com essa solução para os e-commerces.

É isso que você verá nas próximas linhas. Acompanhe!

Facilidade de implementação

Muitos empreendedores online contam com boas ideias e soluções que podem realmente ajudar e atender às necessidades dos consumidores.

Contudo, não é novidade que existem diversas tarefas que devem ser executadas para que as vendas sejam realizadas e gerem lucros.

Logo, gerenciar as questões financeiras, digitais, de integração com instituições financeiras e muito mais, são tarefas que demandam experiência e tempo para serem desempenhadas.

Portanto, é preciso contar com soluções que otimizem e simplifiquem esses processos.

O intermediador de pagamento é uma dessas soluções que facilitam e são extremamente simples de serem implementados.

Isso porque ele interage e se comunica de forma rápida e automatizada com o provedor utilizado na sua empresa.

Além de ser de fácil implementação, boa parte do sistema utilizado roda em ambiente externo, o que dispensa qualquer melhoria no tráfego do site.

Além disso, é possível integrar o sistema de vendas com os outros setores do negócio, permitindo o início imediato do processo de compras e pagamentos online.

Suporte

Por mais simples e facilitada que seja a implementação e a integração dos intermediadores com o sistema utilizado na empresa, os bons serviços ofertados nessa área oferecem um suporte para que problemas sejam sanados de forma ágil.

Ou seja, caso haja queda no sistema, falhas no momento da inserção de dados ou na comunicação com servidores, existe uma equipe de suporte para que o e-commerce não seja prejudicado ao ficar sem a possibilidade de realizar vendas online.

Segurança

Como o intermediador atua com um eficiente sistema antifraude, a segurança é conferida para ambas as partes, consumidor e varejista.

Ou seja, a qualquer sinal de conflito com as informações fornecidas pelo consumidor, bem como a falta de crédito para efetivar a compra, o intermediador trava o processo de venda e informa ao lojista a discrepância das informações.

Assim, o varejista pode entrar em contato com o cliente para resolver o problema.

Mas não é somente para o proprietário do e-commerce que a segurança é um fator benéfico.

Isso, porque mesmo com o crescimento nas vendas online, muitos clientes ainda se sente inseguros com as compras online.

Assim, o cliente sabe que a loja conta com um intermediador e sistema antifraude, que garantem que compras suspeitas sejam identificadas e não utilizam cartões que oferecem dados suspeitos ou compras simultâneas, que podem ocorrer quando dados são furtados.

Opções de pagamento

Empresas que trabalham com essa solução costumam buscar por facilidades para que as vendas sejam potencializadas e os clientes possam escolher a melhor maneira de realizarem compras online.

Logo, oferecer diversidade nas formas de pagamento é uma excelente maneira de criar melhores condições para os consumidores.

Com isso, é ofertado maneiras diversas de realizar um pagamento, como crédito, débito, boleto bancário, criptomoedas e carteira virtual.

Flexibilidade

Outra excelente maneira de se destacar da concorrência e atrair mais clientes é oferecer locais de compra que sejam condizentes com o comportamento dos consumidores.

Um bom intermediador de pagamento se preocupa com a usabilidade de ferramentas diversas. Logo, será possível integrar e comercializar produtos para compra online em tablets, smartphones e computadores.

Checkout Transparente

O checkout transparente é quando a efetivação da compra acontece no mesmo espaço do e-commerce, sem a necessidade de direcionar o consumidor para uma nova página.

Esse é um fator determinante para diminuir o abandono de carrinho.

O intermediador de pagamento permite que isso ocorra e aumenta muito as chances de fidelizar os clientes, aumentar o ticket médio e ainda melhorar as métricas de vendas do negócio.

Análise de vendas

Bons intermediadores oferecem relatórios de vendas completos que auxiliam os gestores do negócio a entenderem o andamento das vendas.

Esses relatórios mostram métricas de vendas fundamentais para a saúde financeira do negócio, como o ticket médio, vendas segmentadas, pedidos recusados, abandono de carrinho e muito mais.

Com esses dados em mãos, os donos de e-commerce podem analisar os resultados para identificar as melhorias necessárias, bem como saber onde investir recursos para aumentar os resultados do negócio.

Quais as diferenças entre intermediador de pagamento e gateway?

Uma dúvida bastante comum entre os lojistas é sobre a diferença entre intermediador de pagamento e gateway.

O intermediador, como já mencionamos, é a solução que faz a ligação entre o cliente, o e-commerce e as instituições financeiras.

Já o gateway, permite a comunicação entre o cliente que realiza as compras com o cartão de crédito, o e-commerce e os bancos responsáveis pela transição financeira.

Logo, cada um tem especificidades e benefícios que podem ser qualificados para sanar as necessidades de cada empreendimento.

4 dicas para escolher o melhor intermediador de pagamento para o seu negócio

Como existem muitas soluções de intermediador de pagamento disponíveis no mercado, é muito comum surgir a dúvida de qual solução contratar.

O ideal é conhecer mais à fundo cada ferramenta ofertada para entender qual é a mais indicada para cada empresa.

No entanto, separamos 4 dicas que devem ser consideradas no momento dessa escolha. Acompanhe a seguir!

1. Página de checkout

A página de checkout, o consumidor direcionado a outro site no momento de efetivar a compra, pode ser um fator que desestimule a concretização de vendas.

Isso, porque ao serem direcionados para outro site, os clientes podem se sentir inseguros.

Logo, é fundamental contar com uma solução que oferece um checkout transparente.

Dessa maneira, os clientes se sentirão menos desestimulados a desistirem da compra e o aumento nas vendas se tornará mais facilitado.

2. Valores das taxas

Como já mencionado, existe a cobrança de uma taxa por cada transação realizada.

Logo, esse valor deve ser averiguado com antecedência para não comprometer a saúde financeira do negócio.

Por mais que exista um valor padrão, é preciso garantir que não haverá surpresa desagradável no momento do repasse das vendas para o seu e-commerce.

3. Nível de facilidade

A contratação de um intermediador de pagamento é justamente oferecer mais comodidade e facilidade para os lojistas, bem como mais comodidade para os consumidores.

Logo, o intermediador contratado deve se encarregar de todos contratos e relacionamentos com as transações financeiras, permitindo que o e-commerce se dedique em aprimorar os produtos e aumentar as vendas.

4. Segurança

A segurança nas operações já é uma necessidade dos negócios e demanda do mercado consumidor.

Com a preocupação com as possíveis fraudes e vazamentos de dados confidenciais, os varejistas devem se preocupar com a segurança.

Os intermediadores de pagamento contam com sistema antifraude que recebe atualizações automáticas e suporte para que a segurança não se comprometer.

É fundamental entender o que é essa solução e saber como ela funciona. São muitas as vantagens de contar com um intermediador, como suporte, checkout transparente, segurança, facilidade na implementação e muito mais.

No entanto, existem muitas soluções disponíveis e, é preciso conhecer as principais dicas para saber qual é o intermediador de pagamento que mais se encaixa nas necessidades do seu negócio.

O que achou dessas dicas? Confira também esse artigo que separamos especialmente para você.

1 comentário em “intermediador de pagamento o que é? Tire suas principais dúvidas!”

  1. Pingback: Vitrine virtual - As melhores dicas para banners vendedores!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Chamar no WhatsApp
1
Precisa de Ajuda?
Olá 👋
Podemos te ajudar?